Proposta vinha causando grande polêmica no Legislativo estadual

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Piauí rejeitou nesta quinta-feira (2) a recomendação que poderia mudar a regra da eleição para conselheiro do TCE-PI. Conforme a recomendação oriunda de uma ação do advogado André Portela, os deputados estaduais que são candidatos à vaga de conselheiro do TCE-PI não poderiam votar na eleição, uma vez que partiriam em vantagem diante de outros candidatos que não têm mandato.

Depois de muita polêmica, a Mesa Diretora decidiu que a regra vai continuar como está, ou seja, os deputados que são candidatos também poderão votar na eleição que vai acontecer no dia 16 deste mês.

O deputado estadual Evaldo Gomes (Solidariedade), membro da Mesa Diretora, não quis informar como foi o placar da decisão, mas garantiu que a recomendação foi rejeitada pela maioria.

“O resultado é que os deputados que se inscreveram para disputar a eleição do TCE-PI também terão direito de votar. Ou seja, é uma regra que já existia nas outras eleições e a Mesa Diretora compreendeu que não existe necessidade de haver mudança”, explicou Evaldo.

O advogado André Portela, autor da ação no TCE-PI que resultou no envio da recomendação para a Assembleia, promete judicializar a questão.