O contracheque do agente nunca passou de R$ 3 mil, no entanto, no final da administração de Firmino Filho foi elevado em razão de discutíveis penduricalhos, como por exemplo, R$ 28 mil referente ao risco de vida; R$19,6 mil referente ao desgaste físico e mais R$ 31 mil de gratificação por atendimento

O salário pago no mês de dezembro pela Prefeitura de Teresina ao agente de trânsito Fábio Marcelino Costa do Nascimento, assessor político da deputada estadual Lucy Soares (Progressistas), alcançou incríveis R$ 83.228,08 deixando no chinelo o teto salarial do funcionalismo público, inclusive a nível federal.

O contracheque do agente nunca passou de R$ 3 mil, no entanto, no final da administração de Firmino Filho foi elevado em razão de discutíveis penduricalhos, como por exemplo, R$ 28 mil referente ao risco de vida; R$19,6 mil referente ao desgaste físico e mais R$ 31 mil de gratificação por atendimento.

No contracheque de dezembro, a Strans pagou R$ 1.163.171,35 (um milhão, cento e sessenta e três mil, cento e setenta e um reais e trinta e cinco centavos) de vantagens eventuais ao seu corpo de funcionários – 281 no total, sendo que apenas dezessete não receberam o mimo.

A vantagem eventual paga ao servidor Fábio Marcelino foi disparada a maior de todas.

Veja o contracheque abaixo:Foto: GP1

Contracheque de Fábio MarcelinoContracheque de Fábio Marcelino

Fonte: GP1