A ceratite actínica ocorre devido exposição superior a seis horas. Vermelhidão, dor na região ocular e sensação de areia nos olhos são alguns dos sintomas

Durante o B-R-O – Bró surgem algumas preocupações com a saúde do corpo, principalmente com os olhos. Esse período de calor excessivo, baixa umidade do ar e elevada incidência solar merece uma atenção especial.

A exposição excessiva aos raios UV podem trazer problemas, não só para pele, mas para os olhos também. Queimaduras, irritações na córnea e inflamação ocular são alguns exemplos.

“As doenças mais comuns em períodos de altas temperaturas são conjuntivite do tipo bacteriana, que se prolifera com mais facilidade em dias de calor intenso. Outras duas doenças bastante comuns são a ceratite actínica e o pterígio. A ceratite é causada por uma inflamação na córnea que ocorre devido à exposição prolongada ao sol superior a seis horas, sem qualquer tipo de proteção. Vermelhidão, dor na região ocular e sensação de areia nos olhos são alguns dos sintomas”, explica o oftalmologista Mateus Vilar.

O pterígio é caracterizado pelo crescimento de uma massa vermelha na membrana que reveste o olho, direcionando para a córnea. “A doença também é consequência da exposição constante ao sol e à poeira sem proteção. Para o tratamento adequado de ambas é imprescindível procurar um oftalmologista”, recomenda.

Algumas dicas podem evitar o surgimento dessas e outras doenças. “O recomendado é o uso de óculos escuros com filtro UV. Eles são fundamentais para proteger os olhos contra a exposição dos raios UV. Na hora da compra é importante analisar a qualidade dos óculos, pois sem a proteção adequada eles podem prejudicar a saúde ocular. Além disso, nesse período acessórios como bonés, viseiras e chapéus também ajudam na proteção”, acrescenta.

A alimentação e hidratação também devem ser inseridas nesses cuidados com os olhos. A indicação para ajudar são os alimentos ricos em vitamina A e C. “Alimentos como cenoura, ovos, verduras verdes devem fazer parte de uma refeição diária, pois agem com mais eficiência na saúde dos olhos. A desidratação ocular também é recorrente em altas temperaturas, já que facilita a evaporação das lágrimas. Por isso, é fundamental beber bastante água em dias de temperatura alta para manter um nível adequado de água no organismo e não prejudicar a visão”, pontua o profissional.