O Santos foi à Fifa por uma dívida do Flamengo de aproximadamente 550 mil euros (cerca de R$ 3,3 milhões na cotação atual) pela contratação do atacante Gabigol. Porém, segundo apurou o EXTRA, o rubro-negro está em contato com os paulistas para ajustar valores e as datas de pagamento.

A cobrança santista foi revelada por Pedro Doria, membro do Comitê de Gestão do Santos. Segundo ele, o Flamengo já pagou duas prestações referentes a Gabigol à Inter de Milão, antiga dona dos direitos do atleta. O rubro-negro irá pagar cerca de 16,5 milhões de euros de forma parcelada pelo atacante.

— O Santos cobra o Flamengo, que não pagou o Mecanismo de Solidariedade do Gabigol. Eles não pagaram, já venceu a segunda prestação. Entramos primeiro com um processo de instrução na Fifa, para receber o contrato e entender quanto de fato é devido. Tivemos acesso aos números e, agora, como eles (Flamengo) já pagaram duas prestações (para a Inter) e não fizeram o pagamento para nós, fomos à Fifa — declarou Dória, em entrevista ao jornalista Jorge Nicola.

— Fizemos uma reclamação na Fifa, a partir daí vai iniciar-se um processo de instrução na Fifa e o Flamengo deve fazer um acordo, até porque não é um valor expressivo… São quase 600 mil euros — completou.

Devido a crise causada pelo novo coronavírus, que interferiu no fluxo de caixa do clube com atraso no pagamento da fornecedora de material esportivo e a saída de um patrocinador do calção, este não foi o primeiro pagamento renegociado pelo Flamengo.

Ao contratar o zagueiro Léo Pereira, o Athletico esperava o pagamento até 13 de abril, mas o rubro-negro atrasou a parcela. Posteriormente, avisou que pagará e renegociou os prazos.

Fonte: https://extra.globo.com/