A Diretoria da Unidade de Assistência Farmacêutica(Duaf), que faz a gestão da Farmácia do Povo, iniciou o processo para ampliar a oferta de medicamentos, inclusive do elenco estadual, para as unidades do interior. A meta é que as farmácias disponibilizem os mais de 200 tipos de medicamentos o mais próximo de onde residem os usuários. Atualmente, somente a sede, em Teresina, dispensa a totalidade dos medicamentos.

Para isso, a diretora-geral da farmácia, Wanda Avelino, está fazendo visitas técnicas nas unidades, que começaram na segunda-feira (17), nas unidades de Campo Maior, Piripiri e Parnaíba. “Nossa programação, para o primeiro semestre, é fazer uma avaliação de todas as farmácias, tanto nos termos físicos como operacionais, avaliando processos, se estão sendo feitos de acordo com as normas; avaliando nossa estrutura física para ver a capacidade de ampliação para o atendimento de mais usuários”, explica a gestora.

De acordo com ela, o planejamento para 2020 é que as Farmácias de Parnaíba, Piripiri e Floriano sejam as primeiras a ofertarem a relação completa de medicamentos que são ofertados na capital, sem a necessidade do paciente ter que vir a Teresina para fazer tratamento farmacológico. “É uma meta nossa e do secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, de ampliar o atendimento para todos os medicamentos, inclusive do elenco estadual, que é apenas entregue aqui em Teresina”, reforça Wanda.

Um dos medicamentos que passarão a ser fornecidos são os orais e insulinas, para os pacientes diabéticos. Esses medicamentos são classificados como do elenco estadual, ou seja, são adquiridos integralmente com recursos próprios do Governo do Estado. Dos mais de 200 medicamentos ofertados pela Farmácia do Povo, vinte e nove são do elenco estadual.

A agenda de visitas segue para as unidades da região sul e centro-sul do estado e contam com a participação dos técnicos Jean Batista, diretor clínico, e da coordenadora do Componente Especializado, Karícia Freitas.