O senador Ciro Nogueira (Progressistas-PI) foi denunciado, nesta segunda-feira (10), ao Supremo Tribunal Federal (STF) pela Procuradoria Geral da República (PGR).

Na denúncia, segundo o portal G1, a PGR pede ao STF que torne Nogueira réu pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido repasses da construtora Odebrecht.

Antonio Carlos de Almeida Castro, o advogado de Ciro Nogueira, divulgou uma nota na qual afirmou estranhar a denúncia, “pois a base do inquérito é unicamente as delações premiadas da Odebrecht”.

Nogueira é investigado desde abril de 2017, quando executivos e ex-executivos da Odebrecht fecharam acordo de delação premiada.

Após as investigações, realizadas pela Polícia Federal (PF), a PGR viu indícios suficientes de que o parlamentar praticou os atos e que deve responder a uma ação penal.