Por volta das 04h da manhã de hoje(11) um homem que estava internado no Hospital Regional Tibério Nunes foi assassinado com um disparo de arma de fogo desferido a queima roupa, por um elemento que entrou na instituição sem ser percebido pela equipe de segurança. A Polícia Civil foi acionada e o Delegado Danilo Barroso esteve no local para fazer os primeiros levantamentos periciais. Em entrevista ao jc24horas, o delegado disse que a vítima foi identificada como Raul e estava internado por ter sofrido seis disparos de arma de fogo na madrugada da última terça-feira na cidade de Avelino Lopes e na madrugada de hoje foi alvejado com um tiro na cabeça tendo morte imediata.

Raul Marques de Santana era natural de São Bernardo do Campo-SP mas morava na cidade de Avelino Lopes-Pi onde construiu uma história de envolvimento com vários tipos de crimes. “A gente vai ver as relações que ele tinha pra gente ver uma linha de investigação”. Disse o delegado. Raul estava internado e sendo acompanhado pelo seu pai que não concedeu entrevista. Confira o que diz o Delegado na entrevista que foi veiculada ao vivo pela nossa página no facebook.

NOTA DE ESCLARECIMENTO
HOSPITAL REGIONAL TIBÉRIO

Prezados,


Viemos através desta nota, informar que o paciente:
Raul Marques de Santana, 31 anos, deu entrada nesta rede hospitalar, oriundo da cidade de Avelino Lopes. Raul, foi vítima de disparo de arma de fogo, sendo admitido pela equipe médica, onde
realizou dia(8), uma laparotomia exploradora devido perfurações em abdômen. Seguia no segundo dia de pós-operatorio em enfermaria quando na madrugada do dia (11), um elemento não identificado invadiu à ala “A” e disparou um tiro na cabeça com morte imediata. Se evadindo do local do crime de forma planejada pelos fundos, fora do alcance da segurança do Hospital. Reafirmamos que a invasão não se deu por nenhuma das portas de acesso. Diante deste lamentável episódio, o Hospital Regional Tibério Nunes, se coloca à disposição para ajudar nas investigações e reafirma que está buscando deixar todo o hospital monitorado com câmeras 24h, além de organizar o fluxo de entrada e saída com pulseiras e lista nominal. Medidas que também foram adotadas em forma de proteção à vida dos nossos profissionais. Por fim, reafirmamos que não mediremos esforços para que tudo seja esclarecido da melhor forma.

Floriano, 11 de Janeiro de 2020.

Davyd Teles Basílio
Diretor do Hospital Regional Tibério Nunes