O técnico Tite nega ter recebido o pedido feito pelo Flamengo à CBF para que nenhum jogador do clube fosse convocado para os amistosos da seleção brasileira. No anúncio da lista na manhã desta sexta-feira, nenhum atleta do Rubro-Negro e de qualquer time do Brasil estava na entre os 23 nomes.

– Dou minha palavra que não chegou a mim absolutamente nada do Flamengo. A instituição, o presidente Caboclo, não me passou nada, o Juninho não falou nada a respeito do pedido – disse na coletiva.

Perguntado sobre não convocar jogadores que atuam no Brasil, Tite explica:

– Matematicamente, não. Psicologicamente, na pressão, sim. Quando tu chega num momento decisivo da competição tem toda uma trajetória construída e nas últimas rodadas a pressão é muito forte. Se é numa forma anterior, não tem essa pressão – disse.

Horas antes de Tite fazer a última convocação da seleção para 2019 para os amistosos contra Argentina, dia 15 de novembro (em Riad, na Arábia Saudita), e Coreia do Sul, dia 19 (em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes), o Flamengo divulgou uma nota para informar o pedido feito à CBF.

“O Clube de Regatas do Flamengo informa que o presidente Rodolfo Landim fez um pedido formal na CBF solicitando que nenhum atleta do clube seja convocado para a seleção brasileira no momento”, diz a nota do time.

Líder do Brasileirão, o Flamengo segue firme em busca do título do campeonato de 2019. Como Bruno Henrique, Gabigol e Rodrigo Caio foram chamados nos últimos amistosos, assim como havia a possibilidade de Filipe Luis voltar à seleção, o Rubro-Negro quis evitar desfalques importantes para o Campeonato Brasileiro e também para final da Copa Libertadores, que será disputada contra o River Plate no dia 23 de novembro, no Chile.

Confira a lista com os 23 convocados:

Goleiros: Alisson (Liverpool), Daniel Fuzato (Roma) e Ederson (Manchester City);

Defensores: Danilo (Manchester City), Emerson (Bétis), Alex Sandro (Juventus), Renan Lodi (Atlético de Madrid), Éder Militão (Real Madrid), Felipe (Atlético de Madrid), Marquinhos e Thiago Silva (PSG);

Meio-campistas: Arthur (Barcelona), Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Paquetá (Milan), Douglas Luiz (Aston Villa) e Philippe Coutinho (Bayern de Munique);

Atacantes: David Neres (Ajax), Roberto Firmino (Liverpool), Gabriel Jesus (Manchester City), Richarlison (Everton), Rodrygo (Real Madrid) e Willian (Chelsea).