O Flamengo ganhou a queda de braço com a CBF. Como se negou a liberar Reinier para se apresentar à seleção Sub-17 nesta segunda-feira, a entidade máxima do futebol brasileiro convocou Pedro Lucas, do Grêmio, para integrar a equipe que disputará o Mundial da categoria, que acontece no Brasil de 26 de outubro e 17 de novembro.

O jogador se apresentará na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), onde a equipe já trabalha há uma semana sob o comando do técnico Guilherme Dalla Déa. O time permanecerá em preparação para o torneio até o dia 22, quando embarca para Brasília, local da estreia do Brasil contra a seleção do Canadá, no dia 26.

A lista final para a competição com os 21 jogadores inscritos será enviada à Fifa no dia 16 de outubro.

Na manhã desta segunda-feira, o Flamengo não liberou o meia-atacante Reinier para se apresentar à seleção, conforme havia combinado com a CBF. O jogador foi convocado para disputar o Mundial da categoria que será realizado no Brasil. A diretoria do Rubro-Negro voltará ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para garantir a liberação de Reinier.

O atacante segue com a delegação em Curitiba, no Paraná, onde o time venceu o Athletico Paranaense por 2 a 0, no domingo, pelo Brasileirão. Ele vai seguir viagem para o Ceará, onde o clube encara o Fortaleza na quarta-feira, às 20h, no Castelão. A assessoria de imprensa do clube informou que o departamento de futebol determinou que o garoto ficasse com o restante da equipe.

Reinier se apresentaria nesta segunda-feira para o Mundial Sub-17, sete dias depois do restante do grupo. Da mesma forma, Talles Magno, do Vasco, também deve estar à disposição do técnico Guilherme Dalla Déa. O Cruz-Maltino confirmou que nenhuma mudança em relação à liberação do jogador foi feita até o momento.

CBF vai reivindicar ação da Fifa

Na próxima reunião do Conselho da Fifa, que será realizada em Xangai, na China, a CBF vai encaminhar duas reivindicações: um pedido para que os compromissos das seleções de base (Sub-17, Sub-20 e Sub-23) sejam incluídos no calendário da entidade máxima do futebol. Isso vai obrigar os clubes a liberarem seus jogadores nessa faixa etária quando forem convocados.

Atualmente, a regra vale para os compromissos em datas Fifa e competições oficiais das seleções principais. Na visão da CBF, a liberação obrigatória seria para os jogadores que tiverem contrato profissional, independentemente da idade.

– Brasil é mais prejudicado nas categorias de base pela liberação de jogadores porque exporta muito cedo. Se não liberar jogadores para uma competição Mundial como uma Copa do Mundo…