A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) confirmou o fechamento do Centro Regional de Operação do Oeste (CROO) em Teresina. Os serviços serão feitos agora pelo Centro de Fortaleza-CE. A decisão foi tomada seis meses depois do presidente da Chesf, Fábio Lopes Alves, garantir que manteria a estrutura no Piauí. 

De acordo com a Chesf, a integração dos centros de Teresina e Fortaleza visa proporcionar uma maior eficiência operacional. O centro cearense agora opera 33 instalações nos estados do Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Piauí e Maranhão. 

“Para viabilizar a referida integração dos Centros, foram adotadas as medidas, por parte dos órgãos da Diretoria de Operação da Companhia, no sentido de proporcionar as condições técnicas e operacionais necessárias, especialmente no que se refere ao treinamento das equipes e ao desenvolvimento de novas soluções tecnológicas que possibilitaram a integração de forma segura. Destaca-se que o Centro de Operação de Fortaleza dispõe da infraestrutura adequada no tocante às instalações prediais e recursos tecnológicos de hardware e software para executar a operação de forma integrada”, informa a nota da companhia.

Reações

Para o Sindicato dos Urbanitários, o fechamento do CROO configura “uma grande perda” para o Estado, no momento em que o Piauí está em pleno desenvolvimento na geração de energia, com a energia eólica, solar e hidroelétrica, deixando de ser apenas consumidor para se tornar produtor de energia.

“Iremos perder esta tecnologia que desenvolvemos em 44 anos de centro, além de perdemos campo de trabalho e laboratório para estudantes de energia elétrica”, destaca Francisco Marques, presidente do Sindicato dos Urbanitários.