O Theatro 04 de Setembro, principal casa de espetáculos de Teresina e do Piauí, completou 125 anos de história. E em homenagem a isso, uma  vasta e variada programação foi realizada desde o início deste mês. A vice-governadora Regina Sousa participou, nesta quarta-feira (4), da entrega do troféu dos 125 Anos do Theatro 04 de Setembro – Ano Assaí Campelo e também prestigiou a apresentação da comédia musical “O Som e a Sílaba”, dirigida por Miguel Falabella e com atuação de Alessandra Maestrine e Mirna Rubim. As comemorações da noite desta quarta também incluiram o Baile, com Orquestra Tamoio, no Club dos Diários.

A vice-governadora Regina Sousa foi uma das homenageadas com o Troféu Assaí Campelo. Também receberam a homenagem o secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, ex-diretores do teatro e personalidades da música, do teatro e patrocinadores. 

O grande homenageado da noite foi o iluminador Assaí Campelo, funcionário do teatro há mais de 40 anos e premiado nacionalmente. “Ele é um patrimônio vivo do Theatro 04 de Setembro, o mais antigo funcionário ainda na ativa. O conselho fez uma boa escolha em homenagear, em vida, essa personalidade que tem aqui uma vida. São 44 anos dedicados a esta casa, ajudando a dar vida aos espetáculos que por aqui passaram”, comentou o secretário de Estado da Cultura, Fábio Novo. 

O gestor destacou que o teatro vive nos últimos quatro anos a sua melhor fase, no qual todo o complexo funciona em sua totalidade. “Além do teatro, temos o Club dos Diários, o Teatro Torquato Neto, o Espaço Cultural Osório Junior que recebe o Projeto Boca da Noite; a Oficina Procópio Ferreira responsável pela formação de atores; o Café Genu Morais que em quatro anos já lançou mais de 120 obras de autores piauiense. E este palco maior que sempre nos brinda com grandes espetáculos, a exemplo desse premiadíssimo musical dirigido por Miguel Falabella, com estas duas grandes atrizes”, enfatizou Novo.

O secretário também destacou a revitalização do Baile da Tertúlia (forma como era chamada a  reunião de amigos, familiares ou simplesmente frequentadores de um local, que se reúnem de forma regular, para discutir vários temas e assuntos, especialmente os literários e artísticos). “Tivemos nas décadas de 50, 60, 70 as “tertúlias” e agora elas voltam uma vez por mês. O certo é que temos vivido nesses últimos quatro anos o maior vigor do Complexo Cultural 4 de Setembro. Por ano, mais de 150 mil pessoas passam por aqui. Esse é, com certeza, hoje, um dos espaços do Brasil mais pulsantes em um momento de total retrocesso no setor cultural e de desmonte da cultura”, comentou Fabio Novo.

A vice-governadora agradeceu a homenagem e disse que o teatro é um símbolo da nossa cidade e do estado. “Um cartão postal da nossa cidade. Muita coisa já passou aqui. Parabenizo esta casa e todos que a compõe, pois é merecida e necessária a homenagem. O teatro está bonito, reformado e a altura da cidade”, comentou Regina Sousa

Autoria: Tamyres Rebeca