O corpo do capitão Anderson foi retirado das ferragens um pouco antes do meio-dia e recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Parnaíba. 

De acordo com o sargento Jader Soares, coordenador do plantão da Polícia Militar de Piracuruca, o carro continua no local e deve ser removido pela PRF. 

“Estamos dando apoio no isolamento da área. Alguns amigos dele compareceram aqui no local, que fica há dois quilômetros em direção à Brasileira”, informou o sargento. 

Atualizada às 10h10

O presidente municipal do PSL, capitão do Corpo de Bombeiros, Marcelo Anderson, morreu na manhã desta quinta(01) em um acidente de carro, quando se dirigia para a cidade de Parnaíba (a 318 km de Teresina).  O acidente ocorreu próximo a Piracuruca, na BR-343 no KM 148. 

O veículo, um Fiat Siena, cor branca, saiu da pista bateu em uma árvore. O corpo ficou presos às ferragens e aguarda remoção pelos Bombeiros de Parnaíba, segundo informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF).   

Capitão Anderson iria se encontrar com o prefeito de Parnaíba, Mão Santa, os dois iriam acertar detalhes da visita do presidente Jair Bolsonaro no litoral no dia 14 de agosto. 

De acordo com a assessoria de comunicação de Mão Santa, a secretária do capitão Anderson recebeu uma ligação na manhã de hoje informando a morte. Ela já estava em Parnaíba, pois havia ido de ônibus ontem à noite. 

“Ela recebeu um áudio dele avisando que estava chegando em Piracuruca. Mas, como ele estava demorando muito, ela resolveu ligar e depois de insistir muito, uma pessoa atendeu ao telefone e informou do acidente e da morte. Ela está em estado de choque, estamos enviando para Teresina num carro da prefeitura”, informou Fábio Barros.    

O Instituto Médico Legal (IML) de Parnaíba foi acionado para remoção do corpo. A viatura saiu por volta das 9h50 da sede. 

O vereador Luís André, presidente estadual do PSL, afirma que estão todos desolados no partido tentando entender o que aconteceu. “Estamos buscando ainda informações do que aconteceu. Estamos todos desolados. Ele assumiu a presidência municipal  há menos de um mês, era um homem íntegro, casado, com filho e que tinha muitos projetos para os partidos. Lamentamos profundamente essa perda e buscamos ajudar a família”, destacou.

No último dia 29 de julho o capitão deixou a presidência da Associação dos Bombeiros e Policiais Militares do Estado do Piauí – ABMEPI. Em post no Facebook, ele declarou que o momento era de focar na política partidária.