O filme longa-metragem Niède, de Tiago Tambelli, que desvenda a trajetória profissional no Piauí da arqueóloga paulista Niéde Guidon, de 86 anos, teve o financiamento do Governo do Estado através da Agência Nacional do Cinema (Ancine) via Lei de Incentivo ao Audiovisual. A obra é uma realização das produtoras B&T Audiovisual de Teresina e a Lente Viva Filmes de São Paulo.

O processo de apoio para as gravações foi coordenado pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult) por meio do secretário de cultura à época, deputado estadual Fábio Novo, e, pessoalmente, pelo governador Wellington Dias, que desde a apresentação do projeto se mostrou totalmente interessado na gravação do longa no Piauí, em especial na região do Parque Nacional da Serra da Capivara.

Além de movimentar a economia da microrregião de São Raimundo Nonato, cidade localizada a 525 km de Teresina, já que durante as pesquisas, planejamento e filmagens toda a equipe de produção foi deslocada para o sertão piauiense gerando renda para hotéis, restaurantes, guias, postos de combustíveis e o comércio em geral, o projeto também gerou uma série de empregos temporários na zona de entorno da Serra da Capivara.

Foram mais de dois anos de trabalho entre pesquisa, produção e as filmagens que aconteceram em três etapas, todas elas contando com a participação de profissionais e auxiliares do Piauí. Empresas locais também participaram do projeto a exemplo da BR Locadora, da empresa de água mineral Ouro da Mina e da Pousada Zabelê.

Para o coordenador de Comunicação Social do Governo do Piauí, João Rodrigues, o filme, além de destacar a história de uma mulher que vem se dedicando a divulgação científica do Piauí há quase meio século, deve render uma ampla divulgação positiva no Brasil e no exterior através de mídia espontânea, o que, de certa forma, é parte do retorno que o Governo do Piauí terá pelo incentivo a esse projeto. “O filme Niède nem foi lançado oficialmente e já está selecionado para uma mostra competitiva no importante festival internacional É Tudo Verdade”, explicou, acrescentando que a descentralização da cultura é uma das prioridades do Governo do Piauí.

Serviço
Festival Internacional É Tudo Verdade 2019

Dia 04 abril – Sessões gratuitas às 18h e 21h na sala de cinema do Instituto Moreira Salles, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Dia 09 abril – Sessão gratuita às 14h30 na sala de cinema do SESC 24 de maio, em São Paulo.

Dia 12 abril – Sessão gratuita às 18h na Estação NET Botafogo 1, no Rio de Janeiro.

Dia 13 abril – Sessão gratuita às 16h30 na Estação NET Botafogo 3, no Rio de Janeiro.