Os membros da bancada federal do Piauí que fazem parte da base de apoio ao presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) ainda aguardam uma definição sobre os critérios de distribuição dos cargos federais no estado. Nas últimas semanas, os parlamentares se reuniram e elaboraram uma lista com possíveis indicações, que deve ser encaminhada ao Palácio do Planalto, através do Ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni.

Entre os deputados e senadores, a expectativa é que a definição saia agora depois do feriadão de carnaval. A articulação é feita pelo deputado federal Atila Lira (PSB), que permanece na coordenação da Bancada Federal do Piauí, durante a nova legislatura.

Na bancada do Piauí, apenas os deputados federais Assis Carvalho (PT), Rejane Dias (PT) e Flávio Nogueira (PDT) devem ser oposição ao governo Bolsonaro. Já Fábio Abreu (PR) tem afirmado que abre mão das indicações, para manter sua independência. Entre os senadores, Marcelo Castro (MDB) também tem afirmado que abre mão das indicações, apesar de seu partido fazer parte da base.

O estado do Piauí possui cerca de 20 cargos federais, entre superintendências, fundações e empresas públicas, veja:

1. Codesvaf

2. Funasa  

3. DNIT

4. Superintendência da Pesca e Aquicultura no Piauí

5. CPRM

6. Superintendência Regional da PRF no Piauí

7. Delegacia do MDA

8. Gerência Executiva do INSS

9. Dataprev

10. Chesf Piauí

11. Conab

12. DNPM

13. Infraero

14. INCRA

15. IBAMA

16. Superintendência do Trabalho e do Emprego no Piauí (DRT)

17. DNOCS

18. Correios

19. Iphan

20. Superintendência Federal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento no Piauí