A partir do dia 7 de março, a Prefeitura de Teresina passa a oferecer o serviço de coleta domiciliar, com caminhões compactadores, aos moradores do povoado Cerâmica Cil, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Semduh), que até o momento vinha sendo executado pela Superintendência de Desenvolvimento Rural (SDR).

 A coleta faz parte do projeto piloto que pretender estender, por etapas, o serviço para a zona rural da capital piauiense. O caminhão coletor passará na porta dos domicílios às terças e quintas-feiras, no turno da manhã, a partir das 7h. A orientação é que os munícipes acondicionem os seus resíduos em sacolas plásticas e coloquem na porta de suas residências no dia da coleta e próximo ao horário de recolhimento.

De acordo com Vicente Moreira, secretário executivo da Semduh, este é o primeiro passo para que o serviço contemple áreas que vão além da zona urbana. “A Prefeitura está investindo para que aos poucos tenhamos uma frota exclusiva da zona rural. Até mesmo o caminhão compactador tem uma identidade visual única, para que possamos identificar e diferenciar facilmente daqueles voltados para coleta na zona urbana”, informa.

Além disso, a coleta será mais regular e ampliada, passando por áreas da Cerâmica Cil, que antes não eram atendidas, garantindo um serviço de melhor qualidade para a população. Vicente Moreira ainda pontua que desde o final do ano de 2018, a gestão municipal vem realizando uma série de mudanças com relação ao sistema de coleta de lixo a fim de priorizar a coleta domiciliar.

“Deixamos de realizar o que não era de competência da Prefeitura. Não recolhemos mais os resíduos extradomiciliares, produzidos por estabelecimentos privados, que era feito mediante pagamento de taxa, e isso gerou uma economia para o município. Assim, podemos focar ainda mais no que é nossa obrigação: coleta domiciliar. Toda a zona urbana já é atendida, e a partir do que economizamos, iniciaremos a implantação da coleta de lixo na zona rural, em forma de projeto piloto, começando pelo povoado da Cerâmica Cil e futuramente ampliando para outros povoados”, explica o gestor.