Na última sexta-feira (22) foi inaugurado na localidade Morro Claro (prox. ao Morro Rendondo) uma estação de energia solar. O projeto foi idealizado pelo Engenheiro Agrônomo, Pesquisador e Professor do Instituto Federal do Piauí (IFPI) Laerte Amorim, onde o mesmo preocupado com o apelo social das comunidades,  passou a observar editais e encontrou um de energias renováveis da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), de onde veio os recursos para  a execução no valor de R$ 20.000,00. A partir daí buscou parcerias para que fosse viável executar o projeto.

“Eu tenho uma grande preocupação com o apelo social das comunidades de Oeiras e região, o Vale do Canindé, e encontrei esse edital, e mesmo com as limitações no que tange essa área física da energia fotovoltaica em que poderia me encaixar, então vi que o projeto poderia ter um apelo social não só tecnológico, mas desenvolver e beneficiar famílias, realizado sonhos, meu e da comunidade. Morro Claro foi a quarta comunidade que visitei e achei ideal, e caberia bem dentro da ideia do projeto, levamos isso pra o projeto e fomos uns dos dez comtemplados.”Afirmou o coordenador do projeto Laerte Amorim.

O mesmo ainda destacou a importância dos parceiros, que sem ele seria muito difícil finalizar o projeto.

“O nosso primeiro grande parceiro foi o IFPI que nos ajudou com a logística para percorrer todo o Vale no Canindé, daí procuramos o  Sindicato dos Trabalhadores Rurais que conhece bastante o município e nos indicou algumas comunidades potenciais que poderiam ser comtempladas com esse edital e sem esquecer daqueles que perfuraram o poço, na verdade, foi o primeiro passo, a SDR, CEFAS em fim um grande leque de parceiros que até empresários também nos ajudaram fornecendo e montando estação solar a preço de custo praticamente” 

Na oportunidade estiveram presentes algumas autoridades representando suas instituições e classes, como o Sebastião diretor do IFPI, Marise Nogueira Representando o Banco do Nordeste, Josélito Santos representado o CEFAS, Cleilton Andrade e Lívio representando a classe comercial, Engenheiro Agrônomo Siqueira Neto, Advogado Aldo , Marina Silva professora do IFPI, Gilmar Fontes e Adalto Andrade representando Sindicato do Trabalhadores de Oeiras, além do coordenador do Projeto Laerte Amorim.