Disseminar e consolidar a cultura empreendedora no Piauí. Essa é a meta base da nova diretoria da Associação de Jovens Empreendedores (AJE), que toma posse nesta segunda-feira (18), na sede da Fiepi.

Empresário há 17 anos, Rodrigo Lima recebe a presidência das mãos de Landerson Carvalho e ficará à frente da AJE por dois anos. Ao Cidadeverde.com o novo presidente afirmou que manterá os três principais eventos mensais da associação: o almoço empreendedor, o jantar empresarial e o Happy AJE, que é aberto ao público.

“Entendemos que não podemos ficar restritos aos já empresários. Para eles vamos dar sempre mais ferramentas para propiciar o crescimento, mas vamos dar também atenção aos jovens que querem começar a empreender. Para entrar na AJE não precisa ter CNPJ. Isso será uma consequência”, declarou Rodrigo.

A nova gestão tem também como meta reduzir a anuidade para novos associados em 50% e implantar a cultura empreendedora nas escolas.

“As pessoas têm a noção de que apenas o concurso público é sinônimo de sucesso. E também que para ser empreendedor é preciso ser o dono da empresa. Não é bem assim. Você pode empreender dentro da empresa onde você trabalha. É essa noção que queremos levar às instituições de ensino”, afirma o vice-presidente, Bruno Sérvio.

A AJE já tem um projeto piloto nesse sentido, que engloba tanto escolas públicas como privadas e também faculdades. O foco será os adolescentes e os jovens adultos. Para o diretor de Comunicação da AJE, o jornalista Péricles Mendel, é a divulgações de ações como essas que estimula a cultura do empreendedorismo desde cedo. “O ensino do empreendedorismo ajuda a desenvolver líderes e a motivar jovens a serem cada vez mais engajados em resolver problemas. O empreendedor é uma pessoa disposta a correr os riscos para garantir seu sucesso e levar isso às escolas e faculdades é dar ao estudante a chance de fazer acontecer”, acrescenta o jornalista, frisando que trabalhará para atrair mais jovens à Associação.

Em seu discurso de conclusão da gestão, Landerson Carvalho ressaltou as dificuldades que a associação enfrenta e o crescimento dos últimos anos. “Passamos por diversas dificuldades e vencemos. Tenho certeza que cresceremos cada vez mais. É tempo de mudança, desejo muito sucesso à gestão que começa hoje e me coloco a disposição de cada um”, declarou.

O superintendente do Sebrae-PI, Mário Lacerda, ressaltou que a AJE é formada por jovens que têm contribuído para o empreendedorismo no Estado de forma muito singular. “Há muitas semelhanças com o Sebrae, que foca nos pequenos negócios. Desejo sucesso à nova gestão e digo que o Sebrae está aberto a vocês”, completou Lacerda.

Representando a Fiepi, Félix Raposo Filho deu as boas-vindas aos diretores da AJE e elogiou o caráter multidisciplinar da nova gestão. “Queremos uma AJE cada vez mais fortalecida e reconhecida. Que vocês sejam a casa do jovem empresário”, desejou.

A deputada federal Margarete Coelho destacou a importância dos jovens no empreendedorismo. “Quando pensamos nos jovens, pensamos no futuro, mas os jovens têm que estar no presente. Eles têm esse destemor de se lançarem, de fazer o novo, de usar novas tecnologias. Estamos num momento difícil, de transição ainda, mas a crise também pode ser criativa”, declarou a parlamentar.

A AJE

A Associação de Jovens Empresários do Piauí (AJE Piauí) foi criada em 1998 por um grupo que decidiu consolidar um espaço perante a sociedade piauiense, proporcionar uma nova visão ao jovem empresário, e contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Estado. É uma sociedade civil, sem fins lucrativos e apartidária. Sua sede fica localizada no 7º andar do prédio da Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI).

Clique aqui conhecer a nova diretoria da AJE  e aqui para ver as 10 principais propostas da gestão.