Dando continuidade à nova estrutura do carnaval da cidade, a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMCMC) quer envolver ainda mais a população nas festas. Com o tema “Nossa gente faz a festa”, a ideia é aproximar a comunidade dos eventos carnavalescos da capital. Nesse sentido, o Corso de Zé Pereira chega com novidades que atinge todos os foliões e será realizado no dia 23 de fevereiro.

Alegria, fantasias e espontaneidade sempre foram marcas registradas do evento, que há mais de 80 anos leva carros decorados às ruas e avenidas da cidade. Após diversas transformações, a nova edição aposta em shows musicais na Avenida Raul Lopes, que irão acontecer simultaneamente com o desfile de caminhões. “Estamos imaginando o todo, um grande encontro musical quando os caminhões cruzarem com os palcos sem interrupção na alegria”, afirmou Paulo Dantas, gerente de Promoção Cultural da FMC.

Serão quatro palcos temáticos ao longo da Avenida Raul Lopes, sendo que cada um irá homenagear uma personalidade carnavalesca da cidade. O palco de marchinhas prestará homenagem ao compositor My Brother, o de samba e pagode ao músico Mestre Colombo, no axé a homenagem será para a atriz Lari Salles e na música eletrônica será a coreógrafa Samantha Menina.

Abrindo o evento, como de costume, o bandão formado por alunos do projeto Banda Escola vai animar os foliões, dando espaço para o tradicional desfile das Majestades do Carnaval de Teresina e, logo em seguida, aos caminhões decorados. A premiação para caminhões será de R$ 10.000 para o caminhão mais animado, o mesmo valor para o mais criativo e para o mais original.

Como grande novidade do evento, esta edição traz o Concurso Melhor Fantasia, que premiará as dez melhores fantasias, de acordo com o público, com o valor de R$ 1.000,00. Para o presidente da Fundação Monsenhor Chaves, Luis Carlos Alves, o grande objetivo é a valorização da cultura. “Nossa intenção é fazer com que as pessoas participem mais, se divirtam e continuem valorizando nossa cultura e nossas tradições”, afirma.

Os interessados em participar do concurso devem tirar uma foto em um dos estandes do concurso distribuídos ao logo da Avenida Raul Lopes e publicar no seu perfil do Instagram com a hastag #fanstasiacorso2019 e, em seguida, marcar o perfil da FMC (@cultura_the). A comissão julgadora irá escolher as 30 fantasias mais criativas, que serão publicadas no perfil da Fundação, e as dez fantasias mais curtidas até às 12h do dia 25 de fevereiro vão ganhar a premiação .

Inscrições de caminhões

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas na sede da FMC, de segunda à sexta-feira, das 8h às 13h, até o dia 22 de fevereiro. Poderá participar caminhão de um e dois eixos com comprimento máximo de até 14m e Bitrem até 20m, com ano de fabricação a partir de 1985.

No ato da inscrição é obrigatória a apresentação da cópia da CNH do motorista condutor e o RG do responsável pelo caminhão, além da documentação do veículo devidamente regularizada.

Das obrigatoriedades, é necessário que cada veículo tenha o guarda-corpo de madeira ou ferro com, no mínimo 1.20m de altura; uso de banheiros químicos; os motoristas devem portar CNH e documentação regularizada do veículo, além de passar por teste do bafômetro. Só será permitido o uso de bebidas em lata e plástico.

Inscrições para barracas no Corso começam na próxima segunda-feira (11)

Os ambulantes e vendedores que pretendem comercializar em uma das maiores prévias de carnaval, o Corso, devem ficar atentos ao prazo de início das inscrições para o cadastramento, que será na próxima segunda-feira (11), das 8h às 13h. O processo de cadastramento será realizado pelos profissionais da Gerência de Controle e Fiscalização da SDU Leste. O prazo final das inscrições será no dia 15 de fevereiro.

O gerente de Controle e Fiscalização, Lupércio Medeiros, explica os requisitos necessários para a efetivação do cadastro. “Os interessados deverão comparecer ao local, munidos de documento original com foto (RG), CPF e comprovante de residência para a efetivação do cadastro para que possam participar do processo de forma rápida e eficiente. Não será necessário o pagamento de nenhuma taxa. A Prefeitura tem apenas o intuito de regularizar as barracas para que as mesmas fiquem em lugares apropriados, sem prejudicar o meio ambiente e proporcionar espaços mais amplos para a passagem das pessoas”, explicou Lupércio Medeiros.

O chefe de divisão da Gerência, Alberto Pádua, informa que as barracas deverão atender os mesmos critérios estabelecidos todos os anos, correspondendo às dimensões de 3mx2m. Não será permitida a comercialização de bebidas em vidro; a Prefeitura não disponibilizará pontos de energia e cada barraqueiro será responsável pela limpeza de sua área ocupada, entre outros.

Alberto Pádua alerta ainda para a importância das condições de higiene e manuseio do alimento que será comercializado no local. “É importante os ambulantes atenderem os foliões de maneira higiênica e cordial”, disse.

A Prefeitura de Teresina também tem se mostrado bastante preocupada com o meio ambiente durante o evento. “A Raul Lopes possui hoje um dos maiores parques ambientais da cidade, que é o Parque Raul Lopes, ao lado do Rio Poty. Por isso é proibido o uso pelos ambulantes nessa área, considerada de preservação ambiental, exceto pelos foliões”, explicou o superintendente da SDU Leste, João Pádua. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (86) 3215-7874.