O sonho do título da Copa São Paulo de Futebol Júnior ficou pelo caminho. Em jogo emocionante, o Vasco perdeu para o São Paulo nos pênaltis, nesta sexta-feira, no Pacaembu, depois de empate em 2 a 2, e ficou com o vice-campeonato da Copinha.

Durante os 90 minutos, Gabriel e Andrey fizeram os gols do Tricolor Paulista. O Vasco não baixou a cabeça e conseguiu o empate com gols de Lucas Santos e Tiago Reis. O placar refletiu um jogo em que as duas equipes se revezaram no domínio das ações.

Vasco e São Paulo entraram em campo com propostas de jogo parecidas – toque de bola e marcação sob pressão. O diferencial do São Paulo no primeiro tempo foi justamente a maneira como o time lidou com o cerco ainda no campo defensivo. Vascaínos erraram passes, apelaram para os lançamentos longos. Já os são-paulinos mostraram qualidade em fazer a bola rolar, inclusive zagueiros e o goleiro, e com isso conseguiram ter o controle do jogo.

No segundo tempo, quando a vantagem do São Paulo já era de dois gols, um temporal caiu sobre o Pacaembu e o Vasco correu atrás do prejuízo debaixo d’água. As chances de gol começaram a aparecer e aos poucos o Tricolor ficou espremido em seu campo de defesa. O Cruz-maltino descontou com Lucas Santos, com linda cobrança de falta. Mais tarde, Tiago Reis aproveitou o cruzamento na área, matou no peito e bateu com categoria: 2 a 2.

Nos pênaltis, o São Paulo mostrou mais frieza. Foram três cobranças certas, contra uma do Vasco e a volta olímpica no dia em que o clube comemorou 89 anos de fundação. Foi o quarto título do Tricolor Paulista na Copinha.

Aos meninos do Vasco, sobra bem mais do que a decepção com a derrota nas penalidades. Até cinco garotos devem ser integrados ao elenco do profissional. O técnico Alberto Valentim deverá puxar Lucas Santos, João Pedro, Caio Lopes e Miranda, que não atuou nesta sexta-feira, por estar suspenso.